07 dezembro, 2012

Calamidade social sem respostas no Concelho da Feira

A última reunião do executivo camarário de Santa Maria da Feira demonstrou que as políticas sociais do executivo laranja não funcionam, não respondendo minimamente aos problemas dos cidadãos.

Uma munícipe está há 12 anos à espera de realojamento numa casa de habitação social, apesar da própria divisão social reconhecer que tem esse direito, porque o processo se enquadra na atribuição de habitação

Confrontada com esta situação, a presidente em exercício no dia da reunião, Cristina Tenreiro, confirma que a autarquia não tem conseguido dar resposta a este problema. Aliás, reconhece ainda que existem outros casos mais precários, que também não têm tido resposta por parte do executivo PSD.

O BE várias vezes propôs que a autarquia feirense implementasse com um plano de emergência social no concelho. No entanto, o executivo liderado por Alfredo Henriques não só recusou a proposta, como não implementou medidas de combate à pobreza e à exclusão social. 

Este caso, como muitos outros, são a demonstração do falhanço total das políticas do PSD na autarquia feirense. 

Em 36 anos, o executivo laranja apenas realizou ações de marketing, deixando na gaveta a implantação de medidas concretas de combate à pobreza e exclusão social que são essenciais.

Urge inverter as políticas implementadas tanto no Concelho como no governo do país. A austeridade e o autoritarismo não são a solução, são um prego no caixão dos portugueses. 

O BE considera que só através de políticas de investimentos público e de uma forte aposta nos servições públicos é que Portugal pode inverter a atual situação.

O BE reafirma a necessidade do executivo camarário implementar, com urgência, um plano de emergência social no concelho. No momento da maior crise económica e social das últimas décadas, é incompreensível que o executivo de Alfredo Henriques vire as costas aos feirenses que enfrentam situações de pobreza e necessidade.

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

















8 comentários:

Emanuel Bettencourt disse...

Com o devido respeito e sem querer atrapalhar os objectivos de "marketing" político da comissão coordenadora do Bloco, perguntaria de que maneira poderia ser implementado aqui no concelho da feira esse tal plano de emergência social, e que critérios utilizariam, no vosso entendimento claro está, para garantir o sucesso do mesmo ?

XEIRINHAS disse...

Há doze anos à espera de casa? E como remediou até aqui? É estranho, no minimo.

Anónimo disse...

Pois. É por estas almas "generosas" com o dinheiro dos outros, que os nossos impostos estão como estão. O BE são uma cambada de parasitas, todos encostados ao Estado. Vejam bem as respetivas profissões. Algum deles alguma vez criou um posto de trabalho? Só se fôr do criado que serve o champanhe e o caviar.

Anónimo disse...

parece que quem vive à custa dos tachos distribuídos pela maquina laranja anda muito nervoso. quantos empregos criaram os laranjas? pelo menos destruíram milhares, deixando o povo na maior miséria de sempre. a laranja já não aceita criticas insulta. também não se pode pedir a quem não tem capacidade que produza pensamento

Emanuel Bettencourt disse...

....zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Anónimo disse...

só lamento que o meu partido não faça oposição a esta câmara e que seja apenas o BE a fazer. podiam fazer oposição na vezde terem arranjado um cabeça de lista à câmara que tb é de direita

Anónimo disse...

- Ó...Ó "PeFiSo". Tá aqui um gajo a fazer uma pergunta difícil, o que é que eu respondo ?
- Não respondes nada. Diz-lhe que tás com uma infeção nas unhas e que não podes teclar.

Anónimo disse...

Faz como o outro que quando não sabe o que dizer ou sabe mas não pode cuspir na mão de quem lhe paga para parecer que diz qualquer coisa esperta escreve..... .... .. .... ...!