01 outubro, 2012

A assembleia e a lição de democracia ...


O PS de Milheirós de Poiares em todas as intervenções que fez na Assembleia apelava à democracia e ao respeito pela vontade popular.

Aliás, chegou mesmo, como já referiu o meu caro shrek, a pedir às pessoas para, caso não quisessem votar a favor da integração no concelho de S. J. da Madeira, saírem da sala.

Ganda lição de democracia.

Olha os políticos de Milheirós, em vez de convencerem os restantes membros da Assembleia da bondade dos seus argumentos, pediam que saíssem da sala, o que a acontecer mais não seria do que uma fraude à democracia …

Pedir a uns tantos políticos que só têm que tomar meia dúzia de decisões por ano, que em vez disso … que abandonassem a sala, mais valia pedir-lhes que abandonassem de vez os cargos para que foram eleitos.

Felizmente que os “tais” políticos, bem ou mal, decidiram cumprir a função para que foram eleitos e votaram … em vez de cobardemente (como propunha o PS) abandonarem a sala.

Outra lição de democracia.

O PS pretendia que os políticos do concelho respeitassem a vontade da freguesia de Milheirós.

Pergunto eu: o concelho não é mais que a freguesia?
Pergunto eu: o concelho não deve ser mais que a soma das freguesias?

Parece-me que para os políticos municipais respeitarem a vontade popular é respeitarem a vontade do povo do concelho e não desta ou daquela freguesia.

E, a vontade do povo do concelho  não foi apurada ( via referendo), mas parece-me que foi de todo respeitada pelos políticos municipais, pois o povo do concelho é mais do que 1,700 pessoas e como diz um amigo meu:

se Monção quiser ir para Espanha eu acho que tenho uma palavra a dizer.




13 comentários:

Anónimo disse...

este texto é tão estúpido que nem merece comentários! aprendam uma coisa, cambada de ignorantes: em democracia, quem decide é o povo. Milheirós é independente em si, não precisa de SM Feira para nada (aliás tudo o que cá têm sido construído é em terrenos doados pela junta). Quem manda aqui somos nós, e nós é que decidimos o nosso destino. Não são estes vendidos feirenses...

Anónimo disse...

ESTUPIDO E IGNORANTE É O ANÓNIMO DAS 11:31. VENDIDOS E LADRÕES SÃO ESTES SENHORES QUE QUEREM DESTRUIR A UNIDADE DO CONCELHO DE SANTA MARIA DA FEIRA. MEUS AMIGOS NÃO ESTÃO BEM MUDEM-SE, VÃO PARA ... BARRANCOS, LONGE DAQUI, O CONCELHO DA FEIRA E MILHEIRÓS NÃO ESTÃO VENDA . JÁ AGORA ESTES TRAIDORES PEQUENITOS DEVIAM SER EXPULSOS DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DA FEIRA. A FEIRA E MILHEIROS AOS QUE DEFENDEM O CONCELHO E NUNCA A VENDIDOS E TRAIDORES, ESTAS PESSOAS ESTÃO A MAIS NO CONCELHO, QUEREM S.J. MADEIRA (QUE É PRESIDIDA ATÉ POR FEIRENSE NOTAVEL) siga vão se embora.

Anónimo disse...

Engraçado o texto do post porque ignora a atitude do PSD na Assembleia de Freguesia de Milheirós de Poiares de 21-09-12 que discutiu e votou um parecer com base nos resultados do Referendo e pasme-se, os eleitos do PSD abandonaram a sala nesse ponto da ordem de trabalhos =)))))
Esta omissão será ignorância ou jogatana partidária??
Mas lá está, concordo, para abandonarem a sala mais valia abandonarem os cargos para que foram eleitos. Cobardes como diz o texto?!!! talvez... Consequências?! Nenhumas. É o estilo do PSD demonstrado nesta atitude, na interpretação do resultado do referendo (até um deputado da Nação caiu nessa tentação)... São Kouzas e lições de democracia também, pelos vistos =))
E de facto, temos que convir que é muito mais legítimo que os fianenses e lourosenses e outros que tais decidam o futuro dos milheiroenses! Outra grande lição de democracia...
O procissão aparentemente ainda vai no adro. vamos ver como se comporta na Igreja :p

Anónimo disse...

ACHO QUE O HOMEM QUE SUGERIU QUE SAÍSSEM DA SALA NA VOTAÇÃO É O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE MILHEIRÓS. MAS O HOMEM NÃO TEM CULPA. SÓ TINHA PASSADO UMA SEMANA DESDE A ÚLTIMA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE MILHEIRÓS E COMO OS MEMBROS DO PSD ABANDONARAM A SALA NA ALTURA DE VOTAR O PARECER QUE APROVAVA O RESULTADO DO REFERENDO ELE DEVE TER PENSADO QUE A IDEIA PARTIU DO PSD DA FEIRA (O MESMO QUE FEZ CAMPANHA NO REFERENDO PELO NÃO) E COMO TAL NÃO SERIA UMA PRÁTICA NOVA. PELOS VISTOS ENGANOU-SE. LOL É QUE A COERÊNCIA DO PSD SÓ APARECE QUANDO É PARA OUVIR GRAVAÇÕES DE REUNIÕES DE CÂMARA. AO RESTO, A COERÊNCIA QUE SE LIXE!!!! IHIHIHIH

Anónimo disse...

O PS de milheirós acha que é democracia se lhes derem razão, se foram a favor deles.
Já o contrário, ou seja, se não lhes derem razão, já não é respeitar a democracia.
Viva o PS de milheirós e o seu Presidente da Assembleia

Anónimo disse...

Que estranho conceito de democracia este. Estas de acordo comigo és democrata, não concordas comigo és um traidor, fascista, etc, etc. Lamentavel que passados 40 anos sobre o 25 de Abril ainda sobrevivam estes conceitos.
Já agora, se é verdade que o referendo foi vinculativo, APENAS, para a decisão de AF, como consta do acordão,não serálegitimo que politicamente e fora desse ambito se questione que 57% das pessoas de Milheirós não estão assim tão interessadas em ir para SJM? Será isto tão antidemocratico? A democracia tem as costas largas e como se vê dá para tudo.

Anónimo disse...

O PSD Feira dormiu muito e trabalhou muito mal. Bastava que tivesse apelado à não participação na votação aos adeptos do não para tirar o pio ao Adriano Martins. O Albergaria esteve mal.

Anónimo disse...

Uma pergunta simples:

Se a maioria da população quer pertencer a outro concelho, qual a razão para impedir essa vontade?

Quem são os sábios que julgam poder decidir pelos outros?

Anónimo disse...

CHEGOU A CENSURA AO BLOG. ALGUM INCÓMODO COM OS MEUS COMENTÁRIOS? SE A CENSURA SE DEVE À PALAVRA "BURRO", NÃO PERCEBI PORQUE SE PUBLICAM COMENTÁRIOS COM AS PALAVRAS "ESTÚPIDO" E "IGNORANTE". LOL TENDÊNCIAS!!!!

Anónimo disse...

Que o Adriano Martins tenha sempre pio afinado para defender a posição do povo. Não percebo porque incomoda tanto que o homem faça aquilo que é a sua obrigação :)

Anónimo disse...

E se quisessem peretencer a outro país, o que sugeriam?

Toni Almeida disse...

Para tomar uma decisão a qual foram obrigados, sim, porque era muita coincidência, TODOS os 41 eleitos presentes do PSD votarem contra, num tema tão controverso, politiquices, pressões entenda-se... , para isso, era realmente preferível terem saído da sala, invés de ignorarem a vontade da maioria do povo.

Até porque o mesmo Adriano Martins disse outra coisa, "... se o voto fosse secreto, eu tenho a certeza que a maioria votava em consciência... " a favor da integração, mas a politica é assim mesmo, interesses acima de tudo.

Anónimo disse...

eu se quisesse pertencer a outro país... preferia a Madeira!!!